Tênis | Com Agência Brasil | 17/08/2021 09h11

Federer fará nova cirurgia no joelho e ficará afastado

Compartilhe:

Roger Federer não disputará o Aberto dos Estados Unidos deste ano e ficará afastado durante vários meses porque precisa de uma nova cirurgia no joelho, que, conforme disse no último domingo (15), lhe dará uma "centelha de esperança" de poder retomar sua carreira brilhante.

Em um vídeo publicado em sua conta de Instagram, o grande tenista suíço, de 40 anos, contou que médicos lhe disseram que, para se sentir melhor no médio para longo prazo, precisaria operar o joelho que lesionou novamente durante a temporada de grama.

"Passarei muitas semanas com muletas, e por isso também longe do esporte durante muitos meses", disse Federer. "Será difícil, claro, de algumas maneiras, mas ao mesmo tempo sei que é a coisa certa a fazer, porque quero estar saudável e quero estar por aí mais tarde também."

Federer, que compartilha 20 títulos de simples de Grand Slam com Rafael Nadal e Novak Djokovic, operou o joelho duas vezes em 2020, o que resultou em mais de um ano de recondicionamento físico até sua volta em março, cerca de 13 meses após sua eliminação na semifinal do Aberto da Austrália do ano passado.

Ele se retirou de Roland Garros em junho depois de vencer sua partida de terceira rodada para se poupar para a temporada de grama e tentar ampliar um recorde com um nono troféu em Wimbledon, onde perdeu nas quartas de final para o polonês Hubert Hurkacz sem vencer nenhum game no terceiro set.

"Também quero me dar uma centelha de esperança de voltar ao circuito de alguma maneira", disse.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS