Jogos Abertos | Lucas Castro | 19/07/2019 22h57

ABC/Arena Premier vence os Jogos Abertos de Campo Grande no futsal

Compartilhe:
ABC/Arena Premier conquista pela primeira vez os Jogos Abertos. ABC/Arena Premier conquista pela primeira vez os Jogos Abertos. (Foto: Lucas Castro/Esporte Ágil)

A parceria ABC/Arena Premier conquistou o título da 41ª edição dos Jogos Abertos de Campo Grande, no futebol de salão. A equipe venceu por 2 a 1 o Zond5 Futsal, na noite desta sexta-feira (19), no ginásio do Colégio ABC.

O primeiro tempo foi truncado, sem muita troca de passes, aspecto atípico em uma partida de futsal. Ambas as agremiações não conseguiam dar mais de cinco ou seis toques seguidos na bola, sem que o oponente a tomasse.

As duas equipes tiveram chances de abrir a contagem, em uma primeira etapa também caracterizada por intensos contra-ataques, de ambos os lados, um duelo de riscos. O Zond5 teve mais chances de sair na frente, porém não soube aproveitar as oportunidades à frente da baliza.

Os ânimos dos jogadores estavam "à flor da pele" na etapa inicial do embate. Arthur César e Diego Pael, pelo ABC/Arena Premier, levaram cartão amarelo. Do outro lado, Elcio de Souza foi o amarelado.

ABC/Arena Premier não conseguiu impor ritmo de jogo no primeiro tempo
(Foto: Lucas Castro/Esporte Ágil)

O gol que abriu o placar, para o ABC/Arena Premier, saiu dos pés de Arthur César, camisa 8, aos 6 minutos do segundo tempo. O Zond5 não sentiu o impacto e respondeu um minuto depois, em incisiva e veloz jogada de contra-ataque. Gian Abreu, com a 11, igualou.

Na base do “abafa”, o ABC/Arena Premier fez uso do goleiro-linha, com Marcinho Alves, para resolver a partida no tempo regular. A pressão deu certo. O tento que sacramentou o título dos Jogos Abertos foi marcado a um minuto do fim da decisão. Arthur César fez jogada individual pelo flanco esquerdo e cruzou para o meio da área. Ricardo Ortega, envergando a 9, estava lá para completar. 2 a 1.

Em entrevista ao Esporte Ágil, o técnico da equipe campeã, Luis Gustavo, afirma que esperava bastante vontade e disposição do time adversário. “Em decisão, a vontade supera muita coisa. A gurizada da equipe deles teve muita disposição, então acaba tendo esse tromba-tromba e complica um pouco nosso padrão de jogo. Nosso estilo é tocar bastante a bola e, hoje, a vontade e superação do time adversário dificultou nossas ações. No entanto, acredito que foi um jogo parelho.

Zond5 apostou na intensidade e velocidade (Foto: Lucas Castro/Esporte Ágil)

“Nosso time sentiu um pouco a parte física, porque jogamos a semifinal ontem (18) e já entramos em quadra hoje (19), isso complica um pouco. Nossa equipe é um pouco mais velha, experiente e a recuperação é mais lenta. Mas estão de parabéns, se superaram, foram até o final e conseguiram o título”, acrescenta o treinador do ABC/Arena Premier.

Para o pivô Ricardo Ortega, autor do gol do título, a partida foi complicada. “Assistamos ao jogo deles na semifinal ontem, sabíamos que seria um embate dificílimo, porque a gurizada é boa, sabe correr bem, são jogadores leves. Vínhamos treinando bastante e sabíamos que o time deles aplica bastante velocidade nos jogos. Soubemos administrar a bola, mas foi bem difícil”.

Campeões encontraram "pedreira" na final (Foto: Lucas Castro/Esporte Ágil)

O camisa 9 ainda fez questão de parabenizar sua equipe e a adversária. “A gurizada do Zond5 está de parabéns e a nossa equipe também, porque correr atrás de uma garotada dessa não é fácil não. Só tenho a agradecer à Arena Premier e ao ABC por proporcionar esse momento a nós”.

O comandante do Zond5 Futsal, Evando Gomes da Silva, acredita que seu plantel merecia faturar a medalha de ouro nos Jogos Abertos. “Acreditávamos que poderíamos vencer a final, queríamos 'beliscar' esse título, infelizmente não deu, mas fomos duros para entregar a vitória a eles. Demos trabalho para o ABC/Arena Premier, o que eles não esperavam".

Zond5 "vendeu caro" a derrota na finalíssima (Foto: Lucas Castro/Esporte Ágil)

"Muitas vezes, a grande imprensa e os times mais tradicionais e conhecidos olham muito de cima as equipes da periferia, de projeto social como nós. Eu só tenho a parabenizar meus atletas pela dedicação, entrega e parabenizo também os campeões, que fizeram um bom trabalho”, ressalta Evando Silva.

Crítica ao regulamento

Luis Gustavo, técnico do ABC/Arena Premier aponta que muitos aspectos da competição de futsal dos Jogos Abertos devem ser melhorados, entre eles o regulamento.

“A Fundação Municipal de Esportes (Funesp) tem de repensar esse regulamento. São muitas equipes, só que o regulamento não condiz com o nível das equipes. Eles marcam jogos um em cima do outro. Na primeira fase, numa chave de três equipes, duas avançavam. Já na segunda, com quatro num grupo, apenas um classificava. Então, o regulamento ficou sem nexo”, revela ao Esporte Ágil.

Em 2019, competição bateu recorde de participantes, com 214 equipes em todos os esportes
(Foto: Lucas Castro/Esporte Ágil)

Com mais de dois mil atletas inscritos, os Jogos Abertos são uma das competições mais tradicionais da capital. O torneio envolve atletas adultos de 14 modalidades esportivas, individuais e coletivas. São elas: atletismo, basquete 3×3, ciclismo, judô, beach tennis, natação, badminton, tênis de mesa, vôlei de praia, xadrez, futsal, basquete, handebol e vôlei.

CONFIRA A GALERIA COMPLETA DE FOTOS DA FINAL

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS