Eventos | Da redação/com Hoje MS | 06/11/2013 11h24

“Festival de Ludicidade” apresenta atividades físicas desenvolvidas em escolas municipais

Compartilhe:
Trabalho é desenvolvido com alunos do 1º ao 9º anos das escolas municipais Trabalho é desenvolvido com alunos do 1º ao 9º anos das escolas municipais (Foto: Divulgação)

Três Lagoas (MS) - As atividades físicas trabalhadas em salas de aula com alunos de escolas municipais serão apresentadas à comunidade três-lagoense no sábado, 9, durante o 2º Festival de Ludicidade, que será realizado a partir das 16h no Crase Coração de Mãe.

Conforme a coordenadora técnica de educação física da Secretaria de Educação e Cultura, Inozemar de Souza Fraga, o objetivo principal do evento é apresentar à comunidade os trabalhos desenvolvidos pelos profissionais da área de Educação Física, nas escolas municipais com alunos do 1º ao 9º ano. “Queremos levar até os pais, às comunidades, a demonstração do trabalho dos profissionais e o desempenho dos alunos. Conseguimos isso na primeira edição do nosso evento. Foi um sucesso”, frisou Inozemar.

O festival está sendo preparado há mais de um mês. O evento vai contar com apresentações de atividades, jogos, brincadeiras e danças, que serão exibidas por mais de 300 alunos de 15 escolas da Rede Municipal de Ensino. “Cada grupo deve apresentar as atividades que são desenvolvidas em sua escola; cada um com um segmento diferente. Há muitos projetos desenvolvidos na disciplina de educação física nas escolas e eles precisam ser mostrados”, salientou a coordenadora técnica.

A Escola Municipal Professora Marlene Noronha, vai apresentar o projeto “Mundo Encantado do Futebol”. Conforme adiantou a coordenadora pedagógica, Lucineide Menezes, seis profissionais da área de educação física estão envolvidos nesta atividade, onde os alunos da escola vão apresentar uma dança a partir da música Aquarela do Brasil, interpretada na voz da cantora Simone. “É um festival lindo e muito importante. As crianças adoram e nossos professores demonstram o quanto o esporte na escola faz bem e é importante”, disse.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS