Entrevistas | Lucas Castro | 26/07/2019 10h17

Esporte Ágil TV entrevista o precursor da patinação artística em Mato Grosso do Sul

Compartilhe:
Em entrevista ao Esporte Ágil TV, patinador, fala sobre sua carreira, conquistas, decepções e sobre a modalidade que escolheu para sua vida. Em entrevista ao Esporte Ágil TV, patinador, fala sobre sua carreira, conquistas, decepções e sobre a modalidade que escolheu para sua vida. (Foto: Emerson Freitas)

Se você já pesquisou por patinação artística em Mato Grosso do Sul, sem dúvidas chegou ao nome de André Volnei da Silva. Gaúcho de Santa Rosa-RS, terra natal da famosa Xuxa Meneghel, ele decidiu abrir uma escola de patinação artística em Campo Grande, por sentir a necessidade da difusão da modalidade no estado.

Paixão à primeira vista, relata Volnei, formado em Educação Física e Direito, que começou a praticar a patinação por volta dos 13 anos. Tradição na região Sul do país, principalmente em Santa Rosa, o profissional teve sucesso em trazer a modalidade Brasil acima.

Até hoje, a Escola de Patinação Artística André Volnei é a única em Mato Grosso do Sul. Contudo, o esporte ainda engatinha no estado, pelo fechar de olhos da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Fundação Municipal de Esportes de Campo Grande (Funesp) e, principalmente, pelo preconceito por falta de informação sobre a modalidade.

Ora, não adianta negar, o Brasil ainda é um país demasiadamente machista, sexista, homofóbico e, consequentemente, vira as costas e repudia esportes que lidam com a performance artística e corporal dos atletas, como a ginástica, pole dance/sports, patinação artística, entre outros.

Patinação artística entrou muito cedo em sua vida (Foto: Emerson Freitas/Esporte Ágil)

Ao Esporte Ágil TV desta edição, André Volnei da Silva conta um pouco de sua história e trajetória na patinação artística como atleta e professor. O educador físico e bacharel em Direito também aborda os desafios para a propagação da patinação artística em Mato Grosso do Sul e em território nacional. E, claro, explica os aficionados e amigos do esporte aspectos técnicos que caracterizam a modalidade sobre rodas.

Confira a entrevista:

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS