Copa do Mundo | Globo.com | 26/08/2007 07h06

Arena da Baixada, carro-chefe do Paraná em candidatura

Compartilhe:

Rio de Janeiro (RJ) - Após a apresentação de Florianópolis, Curitiba defendeu a sua candidatura para receber os jogos da Copa de 2014. A comitiva paranaense exibiu aos cinco integrantes da Comissão de Inspeção da Fifa um vídeo de introdução da cidade, enaltecendo suas qualidades turísticas, um filme de apresentação do Estádio Arena da Baixada, além de maquete do estádio.

Os responsáveis pelo projeto de Curitiba tiveram uma hora para apresentar a candidatura da cidade aos representantes da Fifa (Hugo Salcedo, Jaimme Yarza, Walter Gagg, Jorge Batista e Jaime Bayrom) e esclarecer dados de infra-estrutura como transporte, rede hoteleira, segurança e saúde pública, temas considerados importantes pela Fifa. A cidade tem 16 mil leitos, e a expectativa é que chegue a 20 mil em 2014, ultrapassando os 18 mil exigidos pela entidade internacional.

Mauro Holzmann, diretor de marketing do Atlético Paranaense, afirmou que Curitiba é uma cidade-modelo em termos de infra-estrutura e ressaltou que 70% das reformas de ampliação do estádio da Arena da Baixada, atualmente com capacidade para 26 mil pessoas, já foram realizadas. Segundo ele, as obras estão orçadas em US$ 30 mil, e, para sua concretização, o Atlético Paranaense buscará patrocínio e parcerias.

"A capacidade atual da Arena da Baixada será ampliada para 41.300 lugares. É um estado extremamente moderno, com grande enfoque em conforto, segurança e visibilidade. Ter um estádio como sede da Copa do Mundo é uma grande vitrine".

Confiante após a apresentação, o vereador Mário Celso Cunha (PSDB) disse que ainda serão realizadas obras de ampliação no Aeroporto Afonso Pena e nas malhas rodoviárias, além de implementações de transportes coletivos e de redes comerciais. Segundo ele, os delegados da Fifa parecem ter gostado do que viram:

"Ficamos emocionados com a maneira como os delegados se comportaram. Eles não fizeram perguntas, apenas elogios. O mais importante é o legado que a Fifa vai deixar ao estado e as melhorias para a cidade. Curitiba é uma cidade de Primeiro Mundo dentro de um país de terceiro", diz.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS